Dimensões Comunitária e Político Institucional são temas de Curso Teórico -Prático

A formação realizada pela Pastoral da Saúde trouxe definições e reflexões
sobre cada assunto

O primeiro módulo das Dimensões Comunitária e Político Institucional do I Curso Teórico-Prático em Pastoral da Saúde foram realizados no último sábado (18), na sede da Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB), no
Recife. O encontro contou com a presença de membros de pastorais, agentes de saúde e interessados pelo serviço da pastoral.

A programação iniciou com a capacitação da Dimensão Comunitária ministrada pelo coordenador regional da Pastoral da Saúde NE2, Vandson Holanda. Ele trouxe definições e o histórico da saúde desde a antiguidade até os tempos atuais e pontuou as ações que podem ser realizadas nesta dimensão. “A ideia deste Curso Teórico-Prático é ter uma parte teórica e outra prática e no momento de hoje foi uma motivação para que possamos sensibilizar os nossos agentes, e futuros multiplicadores da dimensão, a fazerem acontecer na sua comunidade”, destacou.

Segundo a agente comunitária Rita Santos, do bairro de Nova Descoberta, a formação trouxe mais conhecimentos. “Eu, enquanto agente de saúde, trabalho
visitando casas, cuidando e educando pessoas, só que eu vi que há um diferencial no trabalho da Pastoral da Saúde porque além de cuidar e visitar a pessoa que está doente cuida-se, também, da espiritualidade desta pessoa e isso é algo muito importante”, enalteceu.

No segundo momento da formação foi abordado a Dimensão Político Institucional, pela assessora técnica científica da Pastoral da Saúde NE2 e mestra em administração pública, Ivanise Marinho. Entre os assuntos trabalhados ela focou na participação da sociedade nos Conselhos de Direito. “O grande desafio é desmistificar o que pensam porque esse nome ligado à política parece que nem todo mundo pode participar porque as pessoas, às vezes, não têm conhecimento do que é participar do Conselho de Saúde, por exemplo. E os Conselhos são locais onde todos podem participar e nada
acontece sem que estejamos lá para mudar a realidade”, frisou.

Para o vendedor e agente pastoral de saúde da Paróquia de Engenho do Meio,
Carlos Henrique, a formação foi de amadurecimento. “Eu aprendi que há
muitas coisas que podemos correr atrás porque eu sabia que existiam, mas
não sabia onde buscar. E agora, abrirmos nossos olhos para junto à
comunidade estarmos acompanhando as reuniões do Conselho e correr atrás
dos interesses dos pobres e dos nossos como sociedade”, enfatizou.

O I Curso-Teórico Prático é realizado pela Pastoral da Saúde e trabalha às três dimensões pastorais: Solidária, Comunitária e Político Institucional. A formação é dividida em momentos distintos de aulas teóricas e práticas e têm previsão
de encerrar ainda neste primeiro semestre de 2017.

Texto e Foto: Élida Maria Santos

Assessora de Imprensa da Pastoral da Saúde NE2

Os comentários estão encerrados.