Bairro de Campo Grande recebe atendimento da Tenda da Mancha

A ação ocorreu na Igreja de Nossa Senhora do Bom Parto e registrou mais de 30 atendimentos

Quatro enfermeiros, sendo um da Prefeitura do Recife, dois do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) e um da Secretaria Estadual de Saúde, juntamente com a equipe da Pastoral da Saúde e da Arquidiocese de Olinda e Recife (AOR) atenderam na manhã desta quarta-feira (20), dezenas de pessoas na Tenda da Mancha. O serviço gratuito ocorreu na Igreja de Nossa Senhora do Bom Parto, no bairro de Campo Grande, Zona Norte do Recife.

A ação realizada pela Pastoral da Saúde em Parceria com o Ministério da Saúde e denominada Projeto Anjos da Pastoral da Saúde no Controle Social da Hanseníase tem o objetivo de orientar às pessoas em relação a doenças de pele. Durante a atividade da Tenda da Mancha moradores das comunidades beneficiadas recebem panfletos educativos, são examinados, e, no caso de confirmação de hanseníase são encaminhados para os devidos tratamentos em Unidades da Saúde da Família.

Segundo a agente pastoral da Paróquia de Nossa Senhora do Bom Parto, em Campo Grande, Jacira Torres, a realização da Tenda da Mancha é extremamente gratificante. “Muitas pessoas estão fazendo consultas para saber se estão com hanseníase e isso nos deixa muito felizes”, comemorou.

Os atendimentos realizados nesta quarta-feira chegaram a 31, sendo entre esses, um caso suspeito de hanseníase que foi encaminhado para exame específico. A Tenda da Mancha existe desde dezembro de 2016 e já ocorreu em vários bairros do Recife como Morro da Conceição, Nova Descoberta, Santo Amaro e Engenho do Meio e agora Campo Grande.

 

Texto: Élida Maria

Foto: Arquivo Pastoral da Saúde NE2

 

 

Os comentários estão encerrados.